sábado, outubro 26, 2013

.


O a(mar)
é profundo
raso
é quem não
mergulha nele. 
- Dan Carvalho

6 comentários:

  1. Profundo mesmo! Não dá pra mergulhar sem consciência...Belo!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Gosto como de forma breve você consegue transportar para dentro da gente tantas sensações diferentes e tantas indagações.

    Não sei nadar, mas entro no mar com a fé de uma criança que simplesmente vai.

    Obrigada pela partilha.

    ResponderExcluir
  4. Bonito isso, Dan. Li a primeira linha meio cantarolando a Zélia "Amar é profundo, e nele sempre cabem de vez todos os verbos do mundo". hahaha
    Os verbos raros. Não rasos ;*

    ResponderExcluir
  5. Olá, como estás?

    Não sei se te recordas de mim, sou a autora do blogue "Não procurei pelos teus olhos" (éramos amigos no facebook mas entretanto desactivei a conta e criei outra e não te encontrei)", pus esse blogue privado pois faz parte do passado e criei agora um novo, ei-lo:

    http://odesassossegodosilencio.blogspot.pt/

    Quando puderes, e se quiseres, visita. serás muito bem-vindo.

    Andei afastada deste mundo mas agora pretendo voltar e começar de novo a entrar no ritmo dos blogues, lendo as novidades, comentando e etc. :)

    Beijinho

    ResponderExcluir
  6. ...sinto em cada frase sua, o resumo da vida. Foi o primeiro blog que segui quando criei LETRAS QUE SE MOVEM, o resumo da minha vida.
    Abraços

    ResponderExcluir

O ócio agradece!